Paciente sofre há um ano com mioma uterino que a faz sentir dores insuportáveis, hospital regional nada pôde fazer.


 

A reportagem do site NORDESTE DIA A DIA recebeu uma denuncia grave a respeito de uma paciente que padecia em detrimento de uma dor fortíssima no abdômen. As 07 da manhã quando chegou ao Hospital Regional para buscar alivio, só conseguiu ser atendida as 08:30 da manhã mesmo gemendo de dor.

A paciente Maria Aparecida Lelis dos Anjos, de 37 anos, possui um mioma uterino descoberto via ultrassonografia há um ano, e a partir de então sua vida mudou drasticamente; dores começaram a surgir, o uso de medicamentos se tornou cada vez mais frequente, mas nada fez com que a dor da paciente amenizasse.

O esposo da paciente, mesmo com poucos recursos financeiros buscou atendimento em clinicas particulares, tal foi o andamento que os exames já foram realizados, e a autorização da cirurgia agora depende dos responsáveis pela saúde na prefeitura de Eunápolis.

O problema é que os exames tem validade, e a familia está temerosa de que os exames possam passar do prazo e Maria Aparecida tenha que refazer cada exame.

No dia de hoje (07/08/2018) o médico que realizou a ultrassonografia em Maria Aparecida atestou urgência “urgentíssima” na realização da cirurgia, e aconselhou que a paciente procurasse a assistente social dentro do hospital.

Tendo sido procurada, a mesma disse que nada pode fazer, pois os exames estão em poder da prefeitura, e apenas estas pessoas podem autorizar e marcar a cirurgia.

Enquanto isto, a paciente, bem como muitas outras tem padecido e corrido risco de morte, ante a apatia da gestão municipal.





Comentários


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.