Faturamento de e-books dobra, mas ainda é só 1% do mercado


O faturamento total com conteúdo editorial digital no Brasil em 2016 foi de mais de 42,5 milhões de reais. A quantia representa apenas 1,09% do total do mercado de livros nacional, excluindo a venda do setor governamental, de acordo com uma pesquisa da Fundação Instituto de Pesquisa Econômica (Fipe). Mas é o dobro do registrado em 2015, quando o digital representava 0,5% de todo o bolo do mercado editorial.

O Censo do Livro Digital, realizado a pedido da Câmara Brasileira do Livro (CBL) e do Sindicato Nacional de Editores de Livros (Snel) e divulgado nesta quarta-feira, ainda mostra que, das 794 editoras nacionais analisadas, 294 comercializam conteúdo digital, o que representa 37%  do setor. Somente em 2016, foram comercializados mais de 2,7 milhões de e-books no Brasil, entre títulos novos e acervos.





Comentários


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.