Em decisão surpreendente, Rooney anuncia aposentadoria da seleção inglesa


Maior artilheiro da história da seleção inglesa, o atacante Wayne Rooney causou surpresa na manhã desta quarta-feira ao anunciar sua aposentadoria da Inglaterra. O jogador de 31 anos foi chamado pelo treinador Gareth Southgate para as partidas contra Malta e Eslováquia pelas Eliminatórias para a Copa do Mundo, que serão realizadas em setembro. No entanto, recusou a chamada e publicou comunicado em seu site oficial afirmando que não irá disputar mais partidas pelo seu país.

Apesar da escolha surpreendente, Rooney não vinha sendo convocado recentemente: sua útlima partida com a camisa de sua seleção foi em novembro de 2016, contra a Escócia. O atual jogador do Everton se mostrou grato ao treinador pela lembrança na lista de convocados, mas disse que chegou a decisão de não atuar mais pela Inglaterra após um processo longo e difícil, que envolveu família, amigos e Ronald Koeman, seu técnico no clube inglês.

– Foi ótimo que Gareth Southgate tenha me chamado esta semana e dito que me queria de volta no elenco da Inglaterra para as próximas partidas. Eu realmente agradeço. No entanto, tendo pensado bastante, disse a Gareth que eu havia decidido me aposentar do futebol internacional. Foi uma decisão difícil, discuti isso com minha família, meu treinador no Everton e com aqueles mais próximos de mim.

– Serei sempre um torcedor apaixonado da Inglaterra. Um dos meus poucos arrependimentos foi não ter conquistado títulos com a Inglaterra. Espero que os ótimos jogadores que Gareth vai convocar possam levar essa ambição adiante e abraçar o time. Um dia, o sonho se tornará realidade. E eu não vejo a hora de estar lá como um torcedor – ou em qualquer outra função.

Rooney também agradeceu a todos que o ajudaram durante os 14 anos em que vestiu a camisa da Inglaterra e classificou o fato de representar seu país como um “real privilégio”. No entanto, lembrou que tomou outra decisão difícil ao sair do Manchester United após 13 temporadas e que, no momento, seu objetivo é ajudar o Everton a fazer uma boa campanha no Campeonato Inglês.

– Jogar pela Inglaterra sempre foi especial para mim. Toda vez em que eu era selecionado como jogador ou capitão foi um real privilégio, e eu agradeço a todos que me ajudaram. Mas acredito que essa seja a hora de parar. Deixar o Manchester United foi uma escolha difícil, mas eu sei que tomei a decisão certa em vir para o Everton. Agora quero focar todas as minhas energias em ajudá-los a ter sucesso.

O perfil oficial da seleção inglesa em uma rede social agradeceu o atacante pelos anos em que vestiu a camisa do país.

Fonte: Globoesporte





Comentários


Os comentários são via Facebook, e é preciso estar logado para comentar. O comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Você pode ser denunciado ou até mesmo banido caso comente algo racista, incite o ódio gratuito ou poste spam.