10 erros que podem destruir sua moto

Quando compramos a nossa moto somos tomados por um senso de cuidado fora do comum para preservar o bom estado dela a fim de fazê-la durar para sempre. Selecionamos para você motociclista 10 dicas incríveis que vão evitar que você destrua a sua moto a curto, médio e longo prazo.

1) IGNORAR O ÓLEO

É de fundamental importância prestar atenção no óleo, pois em motores refrigerador a ar, por exemplo, óleo tem a dupla função de lubrificar e refrigerar o motor. Você não quer travar o motor de sua moto, não é mesmo?! Por isso é preciso verificar se a quantidade está correta pela varetinha, ou até mesmo pelo visor (se a sua motor tiver essa sinalização no painel).

2) MÃO “COLADA” NA EMBREAGEM

Antes de mais nada, é preciso ter em mente que a melhor maneira de usar a embreagem é a acionando o mínimo possível e aprendendo a dosar o acelerador de maneira correta. Quanto menos acionada for a embreagem, mais ela vai durar. Portanto, parou no semáforo? Acostume-se a colocar o câmbio em ponto morto (neutro). Pare, exceto em caso de necessidade, com o mau hábito de usar a embreagem para dar a famosa “queimada” com objetivo de fazer a rotação do motor subir levemente. Isso definitivamente destrói a sua embreagem!

3) RODAR COM OS PNEUS MURCHOS

Sempre que sair com a sua moto dê uma olhada nos pneus e respeite a calibragem recomendada pelo fabricante. Não precisa fazer isso todos os dias, mas não deixe de verificar no mínimo uma vez por semana. Assim você estará se livrando dos riscos do pneu furar mais facilmente e, se um buraco for muito grande, ter a carcaça de sua moto comprometida. Além disso, outro problema que os pneus murchos podem acarretar é fazer com que as rodas fiquem mais vulneráveis a amassados ou, pior, a quebras. Portanto, se liga nessa dica e trate sempre de manter os pneus de sua moto bem calibrados.

4) PENSAR QUE O AMORTECEDOR É “INFINITO”

É preciso deixar claro que, não importa se você anda devagar ou rápido ou se as ruas que você frequenta são bem pavimentadas ou não. Mais cedo ou mais tarde, será necessário trocar o amortecedor. E quando eles perdem a capacidade de amortecer os prejuízos podem ser irreparáveis, como por exemplo, trincar e até mesmo fazer rupturas no chassi da moto. Por isso, saiba que na suspensão dianteira há necessidade de substituição do óleo e das molas internas. Além disso, você precisa saber quando deve trocar os amortecedores da sua moto. Logo, o modo mais fácil de verificar se a frente de sua moto está “cansada” é nas freadas mais fortes, pois nesta situação não deve nunca chegar ao batente inferior.

5) DESLIGAR O MOTOR NA DESCIDA

Na ânsia de economizar combustível você simplesmente desliga o motor e percorrem longos trechos em descida? Se você quiser conservar a transmissão de sua moto, não faça mais isso, em hipótese alguma, nunca! Nessa condição o motor para de funcionar, mas a transmissão, não. As engrenagens internas do câmbio continuam trabalhando, acionadas pela corrente, e a lubrificação interna nessa condição não conta com a necessária (em alguns modelos) pressão da bomba de óleo, pois o motor está desligado.

Além disso, deslizar estrada abaixo com a embreagem acionada e o motor em marcha-lenta também é extremamente danoso, pois a bomba de óleo estará funcionando com pressão mínima, o que dá quase na mesma do que se o motor estivesse apagado 100%.

6) ANDAR COM A CORRENTE FROUXA E RESSECADA

Você quer aumentar a vida útil da transmissão secundária da sua moto (corrente e seus parceiros, a coroa e o pinhão)? Para isso, basta apenas você utilizar frequentemente um spray lubrificante adequado a este fim. É um tipo de óleo, inclusive, ecologicamente correto, que tem como característica aderir à superfície e não ser arremessado rumo à sua calça ou sapato. Além disso, um outro macete que aumenta a vida útil da transmissão secundária é manter a corrente na tensão correta, nem muito esticada, nem muito folgada.

7) DEIXAR A CAIXA DE DIREÇÃO FOLGADA

Você não deve andar com a caixa de direção da sua moto solta nem apertada. Por isso, o mais evidente sintoma de que ela esteja folgada são barulhos vindos da região abaixo do guidão, um “toc, toc, toc…” que é mais fácil de perceber em ruas esburacadas. Se isso acontecer contigo, aperte, já! Sem o devido ajuste isso pode causar avaria dos rolamentos. Tão prejudicial quanto isso é andar com a caixa de direção muito apertada, o que se nota pela dificuldade em girar o guidão. Neste caso, não só o rolamento sofre como a direção fica prejudicada.

8) PILOTAR EM ROTAÇÃO BAIXA OU ALTA DEMAIS

Já falamos acima que pilotar em altas rotações por longos períodos força o motor da moto e pode fundir o motor. Mas, também, talvez uma coisa que muitos não sabem é que tão prejudicial quanto isso é rodar em rotações muito baixas. Isso reduz a durabilidade tanto quanto o oposto. O ideal é nunca abusar seja da baixa ou da alta rotação.

9) FAZER LAVAGEM COM JATO DE ÁGUA

Você sabe o que são retentores? Eles são dispositivos nascidos para, como diz o próprio nome, reter seja o que for o caso, óleo ou outro tipo de líquido e estão presentes tanto no motor quanto também em componentes de suspensão da moto. Logo, tenha cuidado com as máquinas que lançam jato de água com pressão pois isso inutilizar os retentores. Além disso, tenha cuidado ao utilizar o jato de água sob pressão nos adesivos, especialmente aqueles das partes plásticas pois pode danificá-los facilmente. Portanto, ao lavar a sua moto não exagere na proximidade do jato e evite mirar em um só lugar por muito tempo.

10) USAR GASOLINA “BATIZADA”

Tenha cuidado com gasolina que você coloca em sua moto. Nas motos com carburador, o efeito de uma gasolina “batizada” se percebe na hora: a moto falha, perde desempenho e pode até deixar de funcionar.

Já nos modelos com injeção eletrônica o problema pode ser mascarado pelo sistema. Nesse sentido, uma dificuldade maior ao ligar o motor, perda de desempenho aliado ao consumo elevado, são sintomas de que o combustível é ruim e você precisa usar outro melhor.

O sonho de todo motociclista que preza pela sua moto é vê-la sempre muito bem segura e protegida. Seguindo todas essas dicas a sua moto terá uma vida útil incrível e isso só depende de você. Mas se você quiser realmente ter garantia de que a sua moto estará segura e ficar tranquilo preencha o formulário abaixo e receba um orçamento totalmente personalizado para a sua moto!

 

LINK ORIGINAL: http://abamotos.com.br/10-erros-que-podem-destruir-sua-moto/

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *